Quem é

Cantora, compositora, atriz e poeta.

Em 2021 participa de apresentações de música brasileira nos EUA, Los Angeles, na Central Library, Echo Park, Culver City e Los Angeles County Museum of Arts (Lacma) Latin Sounds Festival.

Em 2020 foi lançado um EP, junto com o cantor compositor Litto Nebbia, da Argentina, “Rua Ensolarada”, pelo selo “Melopea” (AR), com músicas em Português e Espanhol.

Em 2019, a convite do Setor Cultural do Consulado Geral do Brasil, em Los Angeles, apresentou seu trabalho autoral e clássicos da música popular brasileira como parte da série “Brazilian Music Get Together”.

Em 2018, foi lançado o disco, ”Rua de Sol e Lua” que retrata sentimentos noturnos e diurnos, com vários parceiros; Roberto Menescal, Rodrigo Lessa, Rodrigo de Castro Lopes.

Foram também lançados outros dois discos com músicas autorais e de outros autores, os álbums “Cantiga”, lançado em 2014 e “Além dos Gestos”, em 2001.

Em 2018 se apresentou no Teatro Flávio Império, em São Paulo, além de apresentações em Buenos Aires e La Plata, na Argentina. Em 2017, a música autoral “Daqui”, foi incluída no EP “Dieredief Pacha”, da dupla argentina de percussão Duo Gin Leguero, com o qual se apresentou em Tucumã, na Argentina. Neste mesmo ano, de 2017, a composição “Janaína” foi incluída na trilha Sonora do filme canadense “Men proposes God disposes”.

Em 2015 foi finalista do prêmio “Profissionais da Música”, na categoria “autor”, e também em 2015 foi lançado na Inglaterra, o disco “Silvia Nicolatto and her Anglo Cornish Friends”.

Em 2013 participou do festival “Cornwall Folk Festival”, um evento do sul da Inglaterra, tendo sido contemplada em edital do Ministério da Cultura para essa finalidade.

Em 2011 participou, com os músicos ingleses Pete Kubryk Townsend, Pete Turner e Neil Davey, e uma turnê pelo sul da Inglaterra, pelas cidades de Falmouth, Penryn, Porthtowan, St Austell, Sturminster Newton, Truro, Uptown Cross e West Stafford, na qual a música córnica (de influência celta) e a música brasileira dialogaram, conservando as identidades e culturas, em um trabalho em parte autoral, em parte com canções de compositores consagrados.

Em 2003 foi lançado o disco “Brazilian Romance”, nos EUA, Japão e Europa, pelo selo DTS na qual “Curva do rio”, do disco “Além dos Gestos”, entrou na compilação.

Os parceiros que fazem parte do trabalho de Silvia Nicolatto; Roberto Menescal, também foi dada uma participação de parceria, na versão da música “Canoa Canoa”, com a introduçao “Apelo”, Fernando Brant e Nelson Ângelo, João Cavalcanti, Rodrigo Lessa, Rodrigo de Castro Lopes, Pete Turner, Neil Davey Hilary Coleman, Raphael Gemal e recentemente Roberto Montero e Victor Bezerra.

Participou de Coro (popular e lírico) em discos de artistas como Francis Hime, Zé Calixto, Olivia Hime, Casuarina, dentre outros, da gravação e apresentação com o coro erudito “Cia Bachiana Brasileira” na gravação do DVD “Quadros de uma alma brasileira, Villa-Lobos: Choros de Câmara, Noneto e Sexteto Místico”, ao vivo na sala Cecília Meireles, tendo também cantado Brahms e Mahler, dentre outros.

Também o prêmio de melhor letra, do festival de Monte Carmelo (MG), 2001, foi um incentivo importante recebido como autora.

Teatro Flávio Império
Foto: Douglas Campos
Programa Sr Brasil - Sesc Pompéia
Foto: Ernani Galvão
Central Library, Los Angeles - EUA